19 Maio 2019
Escreve-se “autossabotagem” pelos seguintes motivos:
1) Prefixos (como é o caso de auto, super, mega, anti, hiper, pré, pós etc.) não são considerados palavras independentes e, por isso, não devem aparecer sozinhos. Ou virão grudados em outra palavra, ou unidos por hífen.
2) O hífen só é usado quando o prefixo termina com a mesma letra que inicia a segunda palavra (ou quando a segunda palavra começa com H). Exemplos: auto-observação, micro-ônibus, auto-ônibus, super-homem, auto-higiene, auto-hipnose etc.
3) Quando o prefixo termina em vogal (como é o caso de AUTO) e a segunda palavra começa com R ou S, essas letras deverão ser duplicadas, como ocorre em autossuficiente, autorretrato, autorreflexão, corresponsável, minissérie, semissólido, ultrassom, autosserviço, autossuficiência, autossugestão etc.
“Autossabotagem” ainda não está registrada em dicionários, mas segue a mesma lógica das palavras que listamos acima.
Escreve-se “autossabotagem” pelos seguintes motivos:
1) Prefixos (como é o caso de auto, super, mega, anti, hiper, pré, pós etc.) não são considerados palavras independentes e, por isso, não devem aparecer sozinhos. Ou virão grudados em outra palavra, ou unidos por hífen.
2) O hífen só é usado quando o prefixo termina com a mesma letra que inicia a segunda palavra (ou quando a segunda palavra começa com H). Exemplos: auto-observação, micro-ônibus, auto-ônibus, super-homem, auto-higiene, auto-hipnose etc.
3) Quando o prefixo termina em vogal (como é o caso de AUTO) e a segunda palavra começa com R ou S, essas letras deverão ser duplicadas, como ocorre em autossuficiente, autorretrato, autorreflexão, corresponsável, minissérie, semissólido, ultrassom, autosserviço, autossuficiência, autossugestão etc.
“Autossabotagem” ainda não está registrada em dicionários, mas segue a mesma lógica das palavras que listamos acima.

escrito por

Nossa missão é combater o preconceito linguístico e dar dicas sobre o padrão da língua, que todos têm o direito de conhecer.